ESTRATÉGIAS DE COPING E ESTRESSE OCUPACIONAL EM PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM: REVISÃO INTEGRATIVA

Caroline Camargo Graça, Ivete Palmira Sanson Zagonel

Resumo


O estudo teve como objetivo analisar as evidências científicas acerca do estresse ocupacional do profissional de enfermagem e estratégias de coping. Trata-se de uma revisão integrativa, realizada na base de dados online do Scientific Electronic Library Online (SCIELO). Foram utilizados como descritores em saúde: esgotamento profissional, estresse em enfermagem, coping. A partir dos critérios de seleção, foram obtidos 8 artigos para a análise dos resultados. A revisão indicou estratégias de enfrentamento (coping) como, ter condições mínimas de material, pessoal, estrutura e valorização, para se obter um trabalho adequado e assim não colocar em risco a vida do profissional. Detecção precoce do estresse profissional, sinais e sintomas que o profissional pode apresentar, bem como, que o enfermeiro trabalha em condições estressantes diariamente. Conclui-se que há necessidade de assegurar bem-estar psicológico positivo, um ambiente de boas práticas e boas atitudes de segurança.


Palavras-chave


Estresse Ocupacional. Equipe de Enfermagem. Adaptação Psicológica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional