Estressores ocupacionais vivenciados por enfermeiros da estratégia saúde da família

Karina Viana Ribeiro, Priscila Saraiva Caramuru, Jéssica da Silva Ferreira, Giovana Cópio Vieira, Érika Almeida Alves Pereira, Joanir Pereira Passos

Resumo


Revisão integrativa com o objetivo de analisar os principais estressores ocupacionais relacionados ao trabalho dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família. Realizada nas bases de dados MEDLINE, LILACS e BDENF, identificadas 149 publicações, sendo selecionados 10 artigos. Os principais estressores ocupacionais encontrados foram multiplicidade de tarefas / sobrecarga de trabalho (n=7); recursos materiais e estruturais escassos (n=4) e falta de suporte institucional e social (n=4). A diversidadede estressores presentes no ambiente de trabalho predispõe os indivíduos ao estresse ocupacional,
ocasionando danos à saúde, seja na esfera física e/ou psíquica. Assim, são importantes a discussão e a implementação de estratégias para minimizar agravos à saúde do trabalhador, decorrentes do estresse ocupacional nas unidades de Estratégia Saúde da Família. Sugere-se a realização de novos estudos, dada a relevância da temática.

Palavras-chave


Enfermagem; Estresse psicológico; Saúde do trabalhador

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional