FALEM BEM OU FALEM MAL, MAS FALEM DE MIM: RELAÇÃO ENTRE TRABALHO E QUALIDADE DE VIDA DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Tiago Pereira de Souza, Paulo Antonio Barros Oliveira

Resumo


Este estudo objetivou estabelecer a relação entre o processo de trabalho e a qualidade de vida do grupo de agentes comunitários de saúde do município de Campo Bom, no Vale dos Sinos na região metropolitana de Porto Alegre. Se configurou do tipo descritivo exploratório, transversal, de abordagem quantitativa. Participaram desta pesquisa 62 Agentes Comunitários de Saúde, com faixa etária entre 23 e 61 anos, sendo 58 (93,5%) mulheres e 4 (6,5%) de homens. Os participantes responderam um questionário sobre dados sociodemográficos, socioeconômicos e de trabalho, e ao questionário WHOQOL-BREF. A execução desta pesquisa pôde confirmar estatisticamente o impacto do processo de trabalho nos diferentes domínios da qualidade de vida.


Palavras-chave


Agentes Comunitários de Saúde. Saúde do Trabalhador. Qualidade de Vida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional