MANEJO, USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI) E INTOXICAÇÃO POR AGROTÓXICOS ENTRE OS TRABALHADORES DA LAVOURA DO MORANGO DO SUL DE MINAS GERAIS

Marcos Mesquita Filho, Rita de Cássia Pereira

Resumo


Este trabalho teve como objetivo investigar como se dá o risco de intoxicação por agrotóxicos em relação ao manejo destas substâncias, e o uso dos equipamentos de proteção individual (EPI) pelos trabalhadores das lavouras de morango do Sul de Minas Gerais. Foi realizado estudo transversal entrevistando-se 317 agricultores. Utilizou-se um instrumento pré-validado que versava sobre as características pessoais, de vida, do trabalho e sobre os riscos de intoxicação por agrotóxicos na cultura do morango. Na amostra, 59,6% apresentaram escolaridade máxima de quatro anos. Eram 94,3% os que tinham contato com pesticidas, 93,1% os utilizavam para prevenção de doenças do morangueiro. Somente 2,8% davam destino adequado às embalagens vazias. Foram 37,9% os que aprenderam usar agrotóxicos com sua família, e 1,6% com agências governamentais. Verificou-se que 59,0% dos entrevistados não tinham utilizado os EPI na última aplicação de agrotóxicos. Houve 62,5% que informaram já ter “passado mal”, sendo os sintomas mais citados: cefaléia (18,0%), tontura (9,1%), enjôo (4,1%). A maioria (90,2%) afirmou que o consumidor deve saber retirar o agrotóxico do morango antes do consumo e 89,9% acreditam que praguicidas são prejudiciais à saúde. O estudo aponta para os riscos à que a saúde a que estes trabalhadores estão submetidos; para a indefinição das responsabilidades na proteção da saúde humana e ambiental; para o precário investimento em educação e para a necessidade de políticas voltadas para ações integrais de saúde.


Palavras-chave


Praguicidas; Riscos ocupacionais; Saúde do trabalhador; Causas externas; Equipamentos de proteção; Poluição ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2011v13n1p23

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional