Importância do trabalho interprofissional para a Estratégia Saúde da Família e Pediatria

Edson Arpini Miguel, Daniel Lopes Aires, Roberto Zonato Esteves, Fabiola Cristine Arpini Miguel Pissioli, Sergia Renata Godoi, Sonia Maria Silva

Resumo


Este estudo tem por objetivo caracterizar o atendimento do profissional de Enfermagem no Programa Saúde da Família (PSF), direcionado ao atendimento pediátrico, de forma a integrar a equipe e qualificar as informações para os familiares. Trata-se de estudo observacional, descritivo de uma coorte transversal, em que participaram 102 indivíduos, o qual analisa, de forma quantitativa, os dados coletados por um questionário com 12 questões, sobre o atendimento de Enfermagem, obtendo opiniões dos responsáveis pelas crianças até cinco anos, atendidas no ambulatório de pediatria de uma Unidade Básica de Saúde. Dos entrevistados, 92,86% receberam atendimento de Enfermagem antes da consulta pediátrica. 96,94% se diziam seguros com o acompanhamento da enfermeira e 95,92% receberam orientações nos aspectos que precisavam, quanto ao cuidado da criança. Quando perguntados sobre a avaliação geral do atendimento da equipe, 46,94% responderam ser ótimo, 46,94% acharam bom e 6,12%, regular. O modelo interprofissional contribuiu para a melhoria da atuação da equipe e na promoção à saúde, visando a melhoria da qualidade no processo de trabalho e na assistência à criança.

Palavras-chave


Saúde da Família - Atendimento Infantil; Relações Interprofissionais; Equipe de Assistência - Paciente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2016v17n2p111

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional