A interconsulta favorece resolutividade na Atenção Primária: relato de caso da equipe de apoio à Estratégia de Saúde da Família em Paranaguá (pr)

Tainá Ribas Mélo, Vanessa de Oliveira Lucchesi, Silmara de Souza Lima, Marcos Claudio Signorelli

Resumo


O objetivo do presente estudo foi analisar a resolutividade e repercussões da estratégia de interconsultas, promovida por meio da inserção de profissionais de fonoaudiologia, psicologia, fisioterapia e nutrição (equipe de apoio) em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Paranaguá. Trata-se de projeto piloto na Atenção Primária à Saúde (APS), que combinou de modo exploratório metodologias quali e quantitativas, a fim de subsidiar a futura implantação dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF). A proposta foi organizada em etapas: 1) familiarização da equipe com a UBS; 2) integração dialógica entre distintas especialidades e profissões (reuniões em equipe); 3) suporte técnico especializado ofertado à equipe (qualificação de ações); 4) proposição de práticas de interconsultas (ação colaborativa de profissionais de diferentes áreas). Os dados dos usuários atendidos por meio da interconsulta foram tabulados pelas seguintes variáveis: encaminhamento; resolução na atenção primária; encaminhamento para atenção secundária; local de encaminhamento; principais ações. Foram avaliadas/triadas pessoas com idade média de 18,43±20,83 de ambos os gêneros, de novembro de 2015 a julho de 2016. Verificou-se que a prática de interconsulta propiciou resolutividade em 56,5% dos casos, assim como facilitou a prática de encaminhamentos e acompanhamento evolutivo dos casos. A maior parte dos encaminhamentos constavam em casos com necessidade de especialistas. Conclui-se que ações de intervenção em APS são favorecidas pela interconsulta e possibilitam resolutividade em casos que, sem a presença dos profissionais da rede de apoio seriam encaminhados diretamente à atenção secundária.

Palavras-chave


Saúde da Família; Atenção Primária à Saúde; Relações Interprofissionais; Núcleos de Apoio - Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2016v17n2p152

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional