Qualidade de vida entre trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário

Samira Reschetti Marcon, Marta Ester Conciani, José Roberto Temponi de Oliveira

Resumo


OBJETIVO: Analisar a qualidade de vida (QV) de trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário, especificamente os domínios Saúde Mental e Aspectos Emocionais, tendo-se em vista a incorporação do cuidado em saúde mental aos internados. METODOLOGIA: Resultados parciais de pesquisa sobre assistência psiquiátrica em hospital universitário de Cuiabá. Estudo transversal descritivo. População constituída por todos os trabalhadores de enfermagem das clínicas médica, cirúrgica, gineco-obstetrícia e pediatria (n=110). Coleta de dados realizada por meio do SF36 e questionário sociodemográfico. RESULTADOS: Predominou o sexo feminino (86,4%), casados (47,3%), faixa etária entre 30 a 49 anos (67,3%). Dor foi o domínio da QV mais comprometido entre os auxiliares (58,3%) e técnicos de enfermagem (61,4%); entre os enfermeiros a Vitalidade apresentou o menor escore (63,4%).

Palavras-chave


trabalho, enfermagem, qualidade de vida, saúde mental, hospitais gerais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2014v15n1p6

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional