Análise do isostretching na qualidade de vida de pacientes com fibromalgia

Estela Turozi, Mayra Ribas da Silva, Ana Cláudia Garabeli Cavalli Kluthcovsky

Resumo


O objetivo deste artigo foi o de verificar o impacto dos princípios da técnica de Isostretching na qualidade de vida de pacientes com fibromialgia. Materiais e métodos: Estudo transversal e descritivo realizado com quatro mulheres com diagnóstico de fibromialgia. O tratamento foi baseado nos princípios da técnica do Isostretching, realizado duas vezes por semana, com duração de 45 minutos cada, no período de oito semanas, totalizando 16 sessões, entre maio e junho de 2008. Foram comparados os resultados do “Questionário sobre o Impacto da Fibromialgia” (QIF), em quatro pacientes que participaram da maioria das sessões sem desistência, antes e após o tratamento com os princípios da técnica do Isostretching. O questionário é composto por questões que avaliam a capacidade funcional, situação profissional, sintomas físicos e distúrbios psicológicos. Resultados: Obteve-se melhora e/ou manutenção da capacidade funcional de três participantes, enquanto uma relatou piora. O escore de faltas ao trabalho teve redução ou manteve-se igual ao da primeira avaliação.


Palavras-chave


Fibromialgia; Qualidade de vida; Fisioterapia; Isostretching

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2010v11n2p66

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional