Qualidade de vida dos usuários do programa hiperdia de uma unidade básica de saúde do município de Guarapuava/pr.

Franciele Aparecida Amaral, Simone Mader Dall'Agnol, Cláudia Bernardes Maganhini, Nei Adão Ribeiro de Freitas, Camila Kich

Resumo


Objetivo: Avaliar os aspectos socioeconômicos e a qualidade de vida (QV) de indivíduos Hipertensos e Diabéticos do programa HIPERDIA de uma Unidade Básica de Saúde (UBS).
Material e Métodos: Participaram 27 usuários do programa HIPERDIA. Foi utilizado o Questionário SF-36 e uma ficha de avaliação socioeconômica.
Resultados: A média de idade foi de 56,93±10,14, 74% são mulheres, 63% são casados, 63% possuem hipertensão arterial sistêmica (HAS), 22,2% possuem HAS e diabetes, 14,8% diabetes, 70,4% possuem renda de 1 a 4 salários mínimos. Os valores médios dos domínios do questionário SF-36 foram superiores a 50 pontos.
Considerações finais: A HAS é predominante. As mulheres são maioria, provavelmente devido à busca e à adesão por tratamento ser maior no gênero feminino. A QV foi positiva que pode ser reflexo do acompanhamento realizado na UBS.


Palavras-chave


Diabetes mellitus; Hipertensão Arterial; Qualidade de vida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2017v18n1p64

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional