MÉTODOS NÃO FARMACOLÓGICOS NO ALÍVIO DA DOR NO PARTO: PERCEPÇÃO DE PUÉRPERAS

Juliana Medeiros, Graziela Brito Neves Zboralski Hamad, Raphael Raniere de Oliveira Costa, Ana Elisa Pereira Chaves, Soraya Maria de Medeiros

Resumo


OBJETIVO: avaliar a percepção de puérperas sobre o uso de métodos não farmacológicos para alívio da dor. MÉTODO: Estudo do tipo transversal e descritivo. A pesquisa foi realizada com 11 puérperas em uma maternidade de Campina Grande, Paraíba, Brasil. RESULTADOS: Os resultados mostram que os métodos não farmacológicos utilizados pelas parturientes foram suporte contínuo (73%), massagem (36%), exercício respiratório (55%), exercício de relaxamento (27%) e banho de chuveiro (36%). As entrevistadas relataram que o uso dos métodos não farmacológicos foi uma experiência positiva, com diminuição no tempo do trabalho de parto, sensação de bem-estar, e redução no alívio das dores. O acompanhante foi citado como o principal amenizador da solidão durante o trabalho de parto. CONCLUSÃO: Conclui-se que os métodos utilizados nesta maternidade tiveram efeitos positivos na experiência do trabalho de parto e parto.


Palavras-chave


Dor do trabalho de parto; Trabalho de parto; Saúde da mulher;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22421/1517-7130.2015v16n2p37

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 Espaço para a Saúde 
Av. Iguaçu, 333 . Rebouças
Curitiba/PR Brasil
CEP: 80230-020
Tel: +55 (41) 33101500

Email: espaco-saude@fpp.edu.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional